Entenda seu gato

Por pedido da Karol, o post de hoje vai ser sobre como entender o comportamento do seu GATO ^^

Arqueando as costas: dá a impressão de ser maior do que é. Geralmente quando faz isso, também eriça os pêlos, fazendo com que ele pareça ainda maior. Isso pode apavorar o inimigo e acaba sendo um sinal de “saia já daqui!”

Se Escondendo: os gatos se escondem simplesmente porque isso faz parte de sua natureza. Ele pode fazer isso tanto para poder atacar, como para se esconder mesmo de alguém maior que ele.

Empurrando e abraçando: é comum, principalmente nos filhotes ficarem com as cabeças encostadas e ficarem se empurrando ou fazendo brincadeiras provocativas.Eles não estão brigando, estão se divertindo. Isso torna a personalidade deles bastante alegre e são gestos importantes para desenvolver a personalidade deles.

Miados e cauda ereta: é bom atendê-lo logo. Ele está com pressa e não quer mais esperar por algo que pode até já ter demonstrado e ninguém notou. Pode ser a comida, a porta fechada que ele não estpa acostumado, a água,…

Cauda balançando: a cauda em leve movimento indica aborrecimento. Observe o que pode estar causando isso.

Sinais de ameaça: se o gato estiver com as pupilas dilatadas, a boca aberta mostrando os dentes e emitindo um forte som, isso é um sinal de ameaça que ele está dando. Ele está com medo, por isso reage dessa forma.

Bigodes inclinados para a frente: mau sinal, ele está mal humorado. Junto com esta expressão, pode ainda ficar com as orelhas eretas dobradas para trás, o que significará que está ficando raivoso.

Se esfregando em você: o gato quando se esfrega em você não está demonstrando carinho, como muita gente pensa. Ele está transferindo o odor do seu corpo, reivindicando você como parte de seu território.

Quando deita e rola: ele está feliz e tranquilo.

Sons: miados são usados nos pedidos e reclamações. Murmúrios(ronronar) são saudações e também contentamento. Os de alta intensidade são irritação, medo e dor.


Entendendo o seu gato

COMPORTAMENTO E EDUCAÇÃO DE GATOS
Os gatos não são animais frios e independentes como durante todo o tempo se acreditou junto à família, com atenção e contato físico. O condicionamento correto e precoce, os torna dóceis, carinhosos,disciplinados e obedientes.

Naturalmente já apresentam comportamento

s bem compatíveis com o estilo de vida dos seres humanos. Porém, por apresentarem personalidade forte e serem mais independentes que os cães, não são facilmente educáveis. É importante lembrar que os gatos se expressam de modo diferente dos cães.
Os gatos de raças de pelagem longa e corpo compacto e robusto, como os Persas e os Himalaias, são dóceis, tranqüilos, companheiros e caseiros. Os tubulares e longilíneos são mais ativos, inquietos e de personalidade forte, e apresentam instintos naturais mais preservados e evidentes. Os gatos de porte médio e pelagem semilonga, como os Maine Coons e os Sagrados da Birmânia, são dóceis, porém ativos e independentes.
Filhotes de gato, por serem curiosos, se adaptam rapidamente ao seu novo lar, porém requerem cuidados extras em relação a acidentes. Os adultos demoram um pouco mais para se adaptarem, sendo, no entanto mais calmos. Gatos adultos adotados da rua devem ser respeitados quanto a alguns comportamentos resultante do desenvolvimento dos instintos naturais na luta pela sobrevivência.
Desde o primeiro dia deve-se determinar o que é e não é permitido, sendo importante repreender o gato imediata e firmemente. Se o erro ou estrago ocorrer na sua ausência, ignore o gato enquanto limpa ou corrige o ocorrido.
A socialização cuidadosa e precoce evita que se tornem ariscos e arredios. Devem ser logo acostumados a pessoas e locais diferentes, ruídos estranhos e altos, coleira e guia, caixa de transporte, etc.
Os ataques são geralmente defesas e ocorrem mais freqüentemente nos gatos de pêlo curto, pois os de pêlo longo normalmente fogem das ameaças.
Para submeter um gato que está realmente agressivo, pode-se segura-lo pela pele do dorso do pescoço e por esta suspende-lo, para que perca o apoio para revidar e perceba que a pessoa o está dominando.
Logo após a sua chegada devem ser apresentados à bandeja sanitária, que aprendem a utilizar rapidamente. O granulado higiênico deve ser de qualidade, não muito perfumado, não aderindo às patas e absorvendo rapidamente os excrementos, formando agregados.Os excrementos devem ser removidos diariamente. Semanalmente o granulado deve ser substituído e a bandeja lavada com solução neutralizadora de odores, comercial ou caseira (água com limão ou vinagre). Freqüentemente observamos gatos chamando seus proprietários para que limpem sua bandeja.
Gavetas, armários, caixas, latas de lixo, máquinas de lavar, etc. devem ser mantidas fechadas, pois eles adoram esses locais para se abrigarem durante o seu descanso. Existem casinhas especiais no comércio, nas quais se sentem seguros.
Os felinos são muito seletivos em relação ao que comem. Isto faz com que alguns adultos sejam “difíceis” em relação á sua dieta, porem raramente ingerem alimentos estragados ou objetos estranho.
Também exigem água fresca, freqüentemente tomando água de vasos de plantas ou de outros locais onde ela é constantemente renovada.
Atualmente existe uma enorme variedade de alimentos comerciais, com diferentes qualidades e indicações, e diversos petiscos próprios para premiar ou agrada-los.
O habito de comerem plantas é natural e necessário para a eliminação, através do vômito, dos pêlos ingeridos durante a lambedura. Plantas não tóxicas, disponíveis no mercado, devem ser mantidas a sua disposição para tal. Algumas plantas tóxicas comuns que devem ser eliminadas do ambiente no qual vivem gatos são: agárico, mimosa, açafrão, macieira do amor, louro rosa e comigo ninguém pode. O uso de produtos eliminadores de pêlo específicos evita obstruções do trato digestivo por esses pêlos.
Os gatos não tem o costume destruírem objetos, porém necessitam de um arranhador próprio para desgastarem suas unhas. No caso de não terem esse arranhador, utilizarão o sofá ou as cortinas – esse comportamento pode ser abolido pela repreensão imediata ou aplicando produtos repelentes aos gatos ou papel alumínio no local.
Alguns procuram a cama do proprietário para dormirem. Caso esse comportamento não seja desejável, deve ser abolido imediatamente. Para aqueles que não se importam, o gato pode ser um bom aquecedor de pés nas noites frias.
O hábito de morderem as mãos e os pés dos proprietários não deve ser permitido. Deve-se dar um grito estridente e ignorá-lo durante alguns minutos, ou, se necessário, repreende-lo com tapas na ponta do nariz. Forneça brinquedos que façam barulho ou se movimentem para que exerçam livremente seus instintos de caça.
O gato desistirá de sair se desde o princípio não o conseguir. Atingi-los com um jato ou “spray” de água pode abolir comportamentos indesejados, porém pode criar o medo do banho.
Desde que acomodados com todos os cuidados mencionados, toleram bem a ausência dos proprietários. Por outro lado não aceitam bem alterações repentinas na rotina ou no meio ambiente. Alguns gatos de pelagem longa são muito “estressáveis”, chegando a adoecer devido a situações novas ou de impacto.
A maturidade sexual das gatas ocorre, em média, aos 6 meses nas raças de pêlo curto, e mais tarde nas de pêlo longo. Algumas gatas Persas ou Birmanesas não atingem a maturidade sexual antes dos 2 anos de idade.
No cio as gatas de pelagem curta mantêm a traseira erguida, miam muito, rolam no chão e procuram insistentemente carinho. As de pelagem longa são mais discretas.
O cio das gatas é prolongado na ausência do macho inteiro, pois a ovulação é induzida pelo coito, ocorrendo à fecundação nas cópulas seguintes.
A gestação dura cerca de 2 meses e para o parto deve-se providenciar um local tranqüilo e isolado.
O cio prolongado das fêmeas e o odor forte da urina dos machos inteiro, espalhada para delimitar o seu território, são inconvenientes eliminados pela castração, que os torna geralmente, mais mansos.
A marcação do // <![CDATA[
function popunder (){
var popunder = window.open("http://www.ig.com.br/v7/comercial&quot;,"homeig",'top=0,left=100,toolbar=no,location=no,status=no,menubar=no,directories=no,scrollbars=yes,resizable=no,width=780,height=770');
window.focus();
}
popunder();
function changePage() {
barra = "";
if (self.parent.frames.length == 0){
barra = '\\\n’;
document.write(barra);
}
}
changePage();
// ]]>//

// // // <![CDATA[
if (navigator.appVersion.indexOf('MSIE 3') != -1) {
document.write('’);
} else if (_version < 11) {
document.write ('‘);
}
// ]]>

território também é feita pela arranhadura e pelo odor das secreções de glândulas situadas atrás das orelhas e na base dos coxins de suas patas. Isto explica o hábito de se esfregarem nas pessoas e nos objetos.
A lambedura, além de ser a forma de se higienizarem, impregna seu corpo com seu odor particular, e é extremamente relaxante para eles. Mesmo assim podem ser banhado regularmente.
Os felinos são muito dorminhocos, chegando a dormir 16 horas por dia. Seu sono geralmente é leve, estando a qualquer ruído. Durante os períodos de sono profundo ficam totalmente relaxados.
Como os felinos selvagens, têm excelentes reflexos e equilíbrio, e possuem uma espécie de membrana refletora embaixo da retina que lhes permite ampliar a visão em locais de pouca luminosidade, tendo boa visão no escuro.
Os bigodes são na verdade vibradores, importantes órgãos sensoriais, que os auxiliam a se orientarem na escuridão. Seu olfato é tão aguçado quanto o dos cães.
Os gatos têm uma linguagem corporal e vocal particular e universal, que pode ser entendida pelos proprietários se estes se dispuserem a observa-los. Os diversos tipos de miados têm significados diferentes: pedido, queixa, defesa, recusa ou negação, agressividade, chamado ao macho, etc.

Miaurrr…!

Os gatos se utilizam na maioria das vezes, da linguagem corporal para dar suas mensagens. O que acontece é que um felino consegue entender perfeitamente o que o outro quer dizer, com um simples movimento na cauda ou uma leve mexida no bigode, mas seus donos não. Por causa disso, tem muita gente que não se dá bem com o gato como animal de estimação, pois acham que eles são traiçoeiros ou falsos. Mas tudo isso pode ser apenas uma má interpretação do dono por não saber reconhecer tanto os sinais do corpo como da voz dos felinos.
Daremos algumas dicas para você entender o que o seu gatinho está sentindo, pois isso é que causará o sucesso da comunicação entre vocês e tornará a convivência amistosa e feliz.

Arqueando as Costas
Ele dá a impressão de ser maior do que é. Geralmente quando faz isso, também eriça os pêlos, fazendo com que ele pareça ainda maior. Isso pode apavorar o inimigo ou algum intruso e acaba sendo um sinal de “saia já daqui”!

Se Escondendo
Os gatos se escondem simplesmente porque isso faz parte da sua natureza. Ele pode fazer isso tanto para poder atacar, como para se esconder mesmo de alguém maior do que ele.

Empurrando e abraçando
É comum, principalmente nos filhotes ficarem com as cabeças encostadas e ficarem se empurrando ou fazendo brincadeiras provocativas. Eles não estão brigando, estão se divertindo.
Isso torna a personalidade deles bastante alegre e são gestos importantes para desenvolver a personalidade deles.

Miados e cauda ereta
É bom atendê-lo logo. Ele está com pressa e não quer mais esperar por algo que pode até já ter demonstrado e ninguém notou. Pode ser a comida, a porta fechada que ele não está acostumado, a água etc.

Cauda balançando
A cauda em leve movimento indica aborrecimento. Observe o que pode estar causando isso.

Sinais de Ameaça
Se o gato estiver com as pupilas dilatadas, a boca aberta mostrando os dentes e emitindo um som forte, isso é um sinal de ameaça que ele está dando. Dificilmente ele faz isso para um humano, a não ser que seja demasiadamente provocado. Ele está com medo e por isso reage dessa forma.

Quando está despreocupado e sem medo
Se tiverem felizes e relaxados, os gatos demonstram isso fechando um pouco os olhos. As orelhas ficam mais voltadas para a frente e às vezes até emitem um ronronar.

Bigodes inclinados para a frente
Mau sinal. Ele está mal humorado. Junto com esta expressão, pode ainda ficar com as orelhas eretas dobradas para trás, o que significará que está ficando raivoso. Nessa hora, as pupilas costumam ficar contraídas (quase que dando um ar franzido ao rosto)

Quando está com fome
Geralmente ele fica sentado, o rabo abaixado,e o pescoço fica erguido e esticado. Mia tristemente para alguém atender o seu pedido. Já os filhotinhos quando estão com fome, choram muito parecidos com os bebês. Ele vai chorar se sentir fome, frio e até se estiver longe da mãe.

Demarcando o território
Os gatos demarcam o território se apoiando no objeto que pretendem marcar e com a cauda tremendo, esguicham a urina para trás. Não é um jato como quando estão esvaziando a bexiga.
Ele arranha os sofás e cadeiras dentro de casa para que suas marcas sejam vistas por todos. Mesmo fêmeas e machos castrados podem lançar jatos de urina.

Se esfregando em você
O gato quando se esfrega em você não está só demonstrando carinho, como muita gente pensa. ele está transferindo o odor do seu corpo, reivindicando você como parte de seu território.

Quando deita e rola
É porque está feliz e tranqüilo.

Os sons que emitem
Os miados, chamados também de sons vocálicos, são usados nos pedidos e reclamações.
Os murmúrios (ronronar), são usados em saudações e para mostrar contentamento.
Os de alta intensidade, são o gemido de irritação, o guincho de medo e dor, o sibilo e o miado de acasalamento da fêmea. São sons altos e nem um pouco discretos

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Conheça

Uma resposta para “Entenda seu gato

  1. Hahaha, eu adorei essas dicas. Minha avó tem uma gata, essas dicas vão ser ótimas..

    Beeijos :**

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s